O primeiro acesso da Crescent House, em uma área residencial da cidade japonesa de Shizuoka, é uma escada fechada por vidro que leva ao interior da obra projetada por Shigeru Ban.

Como outros trabalhos do arquiteto, esse privilegia a natureza utilizando materiais menos poluentes como madeira, aço e vidro, e conectando o interior da moradia por meio de uma arquitetura inovadora com a paisagem que a cerca.

Suspensa por pilares, a casa faz do terreno arborizado em que está construída uma extensão da construção. Além disso, seu formato semicircular permite que do lado de dentro a visão esteja sempre livre para o norte, onde está o Monte Fuji visto da varanda fechada por mosaicos deslizantes de vidro que vão do chão ao teto e que ligam todos os cômodos. As grandes janelas são responsáveis também pelo melhor aproveitamento da luz natural do Sol.

Os dois quartos da residência de 246,68 m² estão nas extremidades, separados pela área comum, onde ficam a cozinha e a sala. Nesse ambiente, uma chaminé central não só aquece o lugar, mas também apoia o telhado em vez de uma coluna.

Confira a galeria de Fotos

       
 

        
 

       
 

Fonte:

Abravidro
Publicação: 05/07/2012